As Igrejas e os Meios de Comunicação: Uma Análise Jurídica da Convergência Entre Mídia e Fé

Bruno Mello Corrêa de Barros

Resumo


Este artigo tem por função promover uma reflexão acerca do fenômeno de convergência entre mídia e fé, quer dizer, o estreitamento da relação existente entre as Igrejas e os meios de comunicação e veículos eletrônicos de mídia. Deslindou-se o caminho percorrido através da análise da radiodifusão brasileira, bem como se verificou os aspectos referentes ao panorama hodierno da comunicação social do país. Constatou-se, dessa forma, a televangelização, ou seja, utilização do serviço de radiodifusão e de seus meios para a difusão de crenças e religiões. Neste paradigma, cumpre referenciar que como ferramentas metodológicas apreciadas neste ensaio objetivou-se a utilização do método de abordagem dedutivo e método de procedimento monográfico.

Palavras-chave


Igreja; Televangelização; Comunicação Social; Serviço Público; Radiodifusão.

Referências


ASSMANN, Hugo. A Igreja eletrônica e seu impacto na América Latina. Rio de Janeiro: Vozes, 1986

BOURDIEU, Pierre. Sobre a Televisão – Seguido de A Influência do Jornalismo e os Jogos Olímpicos. Tradução de Maria Lúcia Machado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1997.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede – A Era da Informação: economia, sociedade e cultura. Tradução de Roneide Venâncio Majer. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

CASTRO, Daniel. Globo teme expansão de TVs religiosas. Folha de São Paulo, São Paulo, 26 mai. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01 nov. 2013.

CUNHA, Luiz Cláudio. Templos Eletrônicos – Os espertalhões da fé. Observatório da Imprensa, 10 Jan. 2012. Disponível em: . Acesso em 16. Mar. 2014.

DIZARD Jr., Wilson. A Nova Mídia: a comunicação de massa na era da informação. Tradução de Edmond Jorge, Revisão Técnica de Tony Queiroga. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Parcerias na Administração Pública. São Paulo: Atlas, 1996.

FALCHETI, Fabrício. Em guerra, Valdemiro Santiago e Edir Macedo investem alto na TV, Natelinha, São Paulo, 11 mai. 2013. Disponível em: . Acesso em: 11 Mai. 2013.

FONSECA, A. B. (2003). ‘’Igreja Universal: um império midiático’’. In: ORO, A. P. et all ii. Igreja Universal do Reino de Deus – Os Novos Conquistadores da Fé. São Paulo: Paulinas, p. 259-280.

LIMA, Venício Artur de. Regulação das Comunicações: história, poder e direitos. São Paulo: Paulus, 2011.

______. Mídia: Teoria e Política. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2005.

LOPES, Vera Maria de Oliveira Nusdeo. O direito à Informação e as Concessões de Rádio e Televisão. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1997.

MARIANO, n. (20/7/2003). ‘’A fé que move os Evangélicos’’. Reportagem Especial, Zero Hora, Porto Alegre, p. 4-6.

MARTINS, Fernando Lucas. Pruente. et. al. Mapeamento da TV aberta – 2010. Rio de Janeiro: ANCINE, 2011. Disponível em: . Acesso em; 17 Set. 2013.

MELLO, Celso Antonio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. 5ª ed. São Paulo: Malheiros, 1994.

MUNIZ, Magda Lúcia Valente. Mídia: conceitos e prática. Rio de Janeiro: Ed. Rio, 2004.

NETO, Guilherme Fernandes Neto. Direito da Comunicação Social. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2004.

PERUZZO, Cecília M. Krahling. Mídia regional e local: aspectos conceituais e tendências. In: Comunicação para a Cidadania. (Org.). Denise Cargo; João Maria. Rio de Janeiro: Edcurj, 2006.

RICCO, Flávio. Universal quer ser a Globo das Igrejas no Brasil, UOL, São Paulo, 31 Jan. 2014. Disponível em: . Acesso em: 31. Jan. 2014.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Thesis Juris

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0