“Diante da Lei”: Kafka, Justiça e Direito

Carolina de Albuquerque

Resumo


Este artigo analisa o texto de Franz Kafka intitulado “Diante da lei” no que este pode ser correlacionado às questões de Direito e de Justiça. Além disso, efetuamos interpretações tendo como parâmetro analítico as abordagens teóricas de Jacques Derrida e Giorgio Agamben também sobre Direito e Justiça, com a pretensão de realizar um diálogo entre esses autores e o parâmetro kafkaniano. Concluímos pela existência de um diálogo pertinente entre os conceitos de intangibilidade, de Kafka, de justiça como aporia, de Derrida e potência, de Agamben.


Palavras-chave


Justiça; Direito; Kafka

Referências


AGAMBEN, Giorgio. (2002). Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte, Editora UFMG, 207 pp.

BOBBIO, Norberto. (1995). O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. São Paulo, Ícone, 239 pp.

COMPARATO, Fábio Konder. (2001). A afirmação histórica dos direitos humanos. São Paulo, Saraiva, 589 pp.

DERRIDA, Jacques. (2002). Fuerza de ley: el fundamento místico de da autoridad. Trad. Adolfo Barberá y Patricio Peñalver Gómez. España, Editorial Tecnos, 151 pp.

DIMOULIS, Dimitri. (2013). Manual de introdução ao estudo do direito. São Paulo, Revista dos Tribunais, 283 pp.

______. (1999). Moralismo, positivismo e pragmatismo na interpretação do direito constitucional. Revista dos Tribunais, 769: 11-27 pp.

DWORKIN, Ronald. (2003). O império do direito. Trad. Jefferson Luiz Camargo. Revisão técnica Gildo Sá Leitão Rios. São Paulo, Martins Fontes, 513 pp.

FULLER, Lon Luvois. (2003). O caso dos denunciantes invejosos: introdução prática às relações entre direito, moral e justiça. Anot.: Dimitri Dimoulis. São Paulo, Editora Revista dos Tribunais, 77 pp.

GRAU, Eros Roberto. (2003). O direito posto e o direito pressuposto. 5 ed. São Paulo, Malheiros, 306 pp.

KAFKA, Franz. (2001). O processo. Introdução de GUIMARÃES, Torrieri. Martin Claret, São Paulo, 255 pp.

______. (1965). A colônia penal. Introdução de GUIMARÃES, Torrieri. Livraria Exposição do Livro, São Paulo, 255 pp.

______. (1993). Metamorfose. Editora Civilização Brasileira, Rio de Janeiro. 101 pp.

KELSEN, Hans. (2003). Teoria pura do direito. Trad. João Batista Machado. São Paulo, Martins Fontes, 427 pp.

RADBRUCH, Gustav. (1997). Filosofia do direito. Coimbra, Armênio Amado, 302 pp.

SABADELL, Ana Lúcia. (2002). Manual de sociologia jurídica: Introdução a uma leitura do direito. São Paulo, RT, 270 pp.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Thesis Juris

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0