Princípios do Desenvolvimento Sustentável e da Equidade Intergeracional sob a ótica do conceito de “Outro” de Lacan

Elcio Nacur Rezende, Simone Murta Cardoso do Nascimento

Resumo


Este artigo pretende demonstrar a necessidade de alteração da concepção ética e cultural para a adequada aplicação dos princípios jurídicos do Desenvolvimento Sustentável e da Equidade Intergeracional, para preservar a qualidade ambiental e a saudável condição de vida da geração presente e das futuras. Para tanto, é preciso desvincular a ação humana sobre o meio ambiente da tradição exploratória, assim como adotar a chamada posição antropocêntrica alargada que deve ser permeada pela responsabilidade tanto em relação aos outros seres que compõem a biodiversidade quanto pelos descendentes. A contribuição de diversas áreas do conhecimento é relevante para a análise da questão. Assim, toma-se de empréstimo o conceito de grande “Outro” oriundo da teoria lacaniana que demonstra como a introjeção de significantes simbólicos torna possível a ação moral em razão das gerações futuras.


Palavras-chave


Princípio do Desenvolvimento Sustentável; Princípio da Equidade Intergeracional; Ética; Responsabilidade; Psicanálise.

Referências


ALEXY, Robert. Teoria dos direitos fundamentais, 2ª. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2011.

BAUMAN, Zygmunt. Ética pós-moderna, 2ª. ed. São Paulo: Paulus, 2003.

BECK, Ulrich. Sociedade de risco: rumo a uma outra modernidade. Tradução de Sebastião Nascimento. São Paulo: Editora 34, 2011.

BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso: 09 de jan. 2017.

BRAUER, Jussara Falek. O outro em Lacan: consequências clínicas. Psicologia USP, São Paulo, 5, p. 309 – 333, 1994. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/psicousp/article/view/34504 Acesso: 02 fev. 2017.

CASTRO, Julio Cesar Lemes de. O inconsciente como linguagem: de Freud a Lacan. Cadernos de Semiótica Aplicada, vol. 7.n.1, jul. de 2009. Disponível em: http://seer.fclar.unesp.br/casa/article/view/1773 Acesso: 02 fev. 2017.

COELHO, Saulo de Oliveira Pinto Coelho; MELLO, Rodrigo Antonio Calixto. A sustentabilidade como um direito fundamental: a concretização da dignidade da pessoa humana e a necessidade de interdisciplinaridade do direito. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.8 n.15, p.9-24, Janeiro/Junho de 2011. Disponível em: http://www.domhelder.edu.br/revista/index.php/veredas/article/view/208 Acesso: 09 jan. 2017.

FONSECA, Flaviano Oliveira. Hans Jonas: ética para a civilização tecnológica. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas. Vitória da Conquista, n. 5/6, p. 151-168, 2009. Disponível em: http://periodicos.uesb.br/index.php/cadernosdeciencias/article/viewFile/852/859 Acesso em: 26 jan. 2017.

IACOMINI, Vanessa. O biodireito, bioética ambiental e o desenvolvimento econômico: uma abordagem da responsabilidade internacional. In: IACOMINI, Vanessa. Biodireito e genoma humano: perspectivas jurídicas. Curitiba: Juruá, 2013, cap. 9, p. 231-255.

JONAS, Hans. O princípio da responsabilidade: ensaio de uma ética para a civilização tecnológica. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2006.

LEITE, José Rubens Morato; AYALA, Patryck de Araújo. A transdisciplinaridade do direito ambiental e a sua equidade intergeracional. Sequência, v. 21 n. 41, 2000. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/sequencia/article/view/15418 Acesso 26 jan. 2017.

MAY, Alberto Philippi. Psicanálise e linguagem. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação. Blumenau, v. 4, n. 2, p. 258-266, mai./ago. 2010. Disponível em: http://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/viewFile/2742/1779 Acesso: 03 fev. 2017.

NASCIMENTO, Simone Murta Cardoso do. Meio ambiente e saúde: desdobramentos éticos e jurídicos da inter-relação entre condições ambientais e genética humana. Rio de Janeiro, Lumen Juris, 2016.

NAVES, Bruno Torquato de Oliveira; SILVA, Marcela Vitoriano e. Organismos geneticamente modificados sob a perspectiva da tutela das gerações futuras. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.11, n.22, p.355-380, Julho/Dezembro de 2014. Disponível em: http://www.domhelder.edu.br/revista/index.php/veredas/article/view/473/428 Acesso: 26 jan. 2017.

QUINET, Antônio. Os outros em Lacan. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

REIS, Émilien Vilas Boas; NAVES, Bruno Torquato de Oliveira. Epigenetics and environmental bioethics. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.13, n.26, p.61-80, Maio/Agosto de 2016. Disponível em: http://www.domhelder.edu.br/revista/index.php/veredas/article/view/863 Acesso: 02 fev. 2017.

SAMPAIO, José Adércio leite; WOLD, Chris; NARDY, Afrânio José Fonseca. Princípios de direito ambiental. Belo Horizonte: Del Rey, 2003.

SCHARINGER, Joana Pantoja. Psicanálise e alteridade: um percurso em Lacan pelas diferentes modalidades de outrem. Dissertação de mestrado – UNB, 2009. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7368 Acesso: 02 fev. 2017.

SGANZERLA, Anor. Natureza e responsabilidade: Hans Jonas e a biologização do ser moral. São Carlos: UFSCar, 2012. (Tese de Doutorado) – Universidade Federal de São Carlos, 2012. Disponível em: http://www.dfmc.ufscar.br/uploads/publications/510809101bcd1.pdf Acesso em 26 jan. 2017.

SILVA, Marcela Vitoriano e. O Princípio da Solidariedade Intergeracional: um olhar do Direito para o futuro. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.8, n.16, p.115-146, Julho/Dezembro de 2011. Disponível em: http://www.domhelder.edu.br/revista/index.php/veredas/article/view/179/188 Acesso: 26 jan. 2017.

SILVA, Romeu Faria Thomé da. Manual de direito ambiental. – 6. ed. rev. ampl. e atual. – Salvador: JusPODIVM, 2016.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Thesis Juris

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0