A Crise Hídrica no Brasil e seus Impactos no Desenvolvimento Econômico e Ambiental

Thiago Lopes Matsushita, Daniel Willian Granado

Resumo


Através de metodologia qualitativa, dedutiva e bibliográfica, o presente trabalho debate as questões relativas ao uso da água e à crise hídrica que atinge o país, dando ênfase à questão paulista, através de desenvolvimento histórico, legal e doutrinário. Para isso, tratamos da Política Nacional de Recursos Hídricos, para, em seguida, abordarmos a questão da cobrança sobre o uso da água em cotejo com relevantes princípios do Direito Ambiental. Posteriormente, analisamos casos de relevo em face da cobrança sobre o uso da água no país. Em seguida, discutimos a questão da água como um bem renovável, e, após, tratamos da crise hídrica no Estado de São Paulo. Por fim, concluímos que ainda é premente a realização de políticas públicas em prol do desenvolvimento dos princípios do usuário-pagador, do poluidor-pagador e do protetor-recebedor no Brasil.


Palavras-chave


Desenvolvimento Econômico-ambiental; Direito Ambiental; Políticas Púbicas

Referências


AGEVAP - Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul. Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Paraíba do Sul – Resumo. Elaboração: Fundação COPPETEC Laboratório de Hidrologia e Estudos de Meio Ambiente. 2007. Disponível em: . Acesso em 04 abril 2015.

ALVES, Bruno M.; ALBUQUERQUE, Letícia. Implicações econômicas do princípio do poluidor pagador e a criminalização da conduta corporativa lesiva ao meio ambiente. In: FIORILLO, Celso Antonio P.; WIENKE, Felipe F.; FREITAS, Vladimir P. de. (coords.) Direito ambiental e socioambientalismo II. CONPEDI/UNICURITIBA. Florianópolis: CONPEDI, 2016.

ANA. Cobrança pelo Uso de Recursos Hídricos de domínio da União na Bacia Paraíba do Sul. 2014. Disponível em: < http://www2.ana.gov.br/Paginas/servicos/cobrancaearrecadacao/BaciaPBS_Inicial.aspx>. Acesso em 30 abril 2015.

BRASIL. Código Florestal, Lei nº 12.651. 2012.

___. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988.

___. Código de Águas, Decreto nº 24.643. 1934.

___. Política Nacional de Recursos Hídricos, Lei nº 9.433. 1997.

___. Política Nacional do Meio Ambiente, Lei nº 6.938. 1981.

CIDADES PAULISTAS. Região Metropolitana de São Paulo. Disponível em: < http://www.cidadespaulistas.com.br/prt/cnt/00-rmsp.htm>. Acesso em 10 maio 2015.

G1. Poluição impede uso do rio Tietê para amenizar falta d'água em Itu. G1. 2014. Disponível em: . Acesso em 10 maio 2015.

ISA. Guarapiranga 2005. Diagnóstico Socioambiental Participativo. 2005. Disponível em: . Acesso em 30 abr. 2016.

MACHADO, Paulo Afonso L. Direito Ambiental Brasileiro. 20. Ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2012.

MILARÉ, Édis. Direito do Ambiente – A gestão ambiental em foco. Doutrina. Jurisprudência. Glossário. 7ª Edição. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2011.

NUSDEO, Ana Maria de O. Pagamento por serviços ambientais: sustentabilidade e disciplina jurídica. São Paulo: Atlas, 2012.

OECO. Dicionário Ambiental. Disponível em: . Acesso em 29 abril 2015.

ONU. Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Rio de Janeiro. 1992. Disponível em: . Acesso em 14 de março de 2017.

PAYÂO, Jordana V.; RIBEIRO, Maria de Fátima. A extrafiscalidade tributária como instrumento de proteção ambiental. Revista do Direito Público, Londrina, v. 11, n. 3, p. 276-310, dez. 2016.

ROSA, João Pedro C. ITR extrafiscal e a aplicação do direito tributário como instrumento de desenvolvimento sustentável. Revista Eletrônica da Faculdade de Direito de Franca, v. 11, n. 2, mar. 2017.

SÃO PAULO. Lei nº 12.183. 2005.

___. Justificativa. Projeto de Lei nº 245, 2011.

SILVA, Aline da R.; CHAVES, Gisele de L. D.; GHISOLF, Verônica. Os obstáculos para uma efetiva política de gestão dos resíduos sólidos no Brasil. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.13, n.26, p.211-234, mai./ago. 2016.

THOMÉ, Romeu. Manual de Direito Ambiental. 5ª Ed. Salvador: Editora jusPODIVM. 2015.

TOLEDO, José Roberto de; MAIA, Lucas de A.; BURGARELLI, Rodrigo. Rio mais poluído do país, Tietê é também o mais rico e populoso. O Estado de São Paulo. 22 set. 2013. Disponível em: < http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,rio-mais-poluido-do-pais-tiete-e-tambem-o-mais-rico-e-populoso-imp-,1077411>. Acesso em 10 maio 2015.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Thesis Juris

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0