Imagem e Miragens da Era Vargas

Cecília Barros, Érika Soares, Izabelle Gonçalves, Sílvia Andréia Vasconcelos

Resumo


Este artigo discute o período da Era Vargas, relacionando com a ideia de revolução passiva e autoritarismo. Parte do pressuposto de que a liberdade política não está no indivíduo, mas fundada entre os homens. Para fazer isso, é preciso refletir sobre a ideologia da Era Vargas e os anseios da sociedade brasileira da década 1930-1940, observando que o ordenamento jurídico interage com o mundo cultural, que criam as regras e de alguma maneira são adaptadas às mudanças sociais, ora para dirimir conflitos, ora para atender a uma elite economicamente dominante e/ou em ascensão.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Thesis Juris

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0