Uma Análise Sobre o Princípio 15 da Declaração de Estocolmo: Abordagem da Sua Incorporação Pelos Diplomas Nacionais e Internacionais e Sua Aplicação Prática.

Lucas Azevedo de Lima, Simone Amália Calili

Resumo


O presente trabalho faz uma análise sobre o Princípio 15 da Declaração de Estocolmo em sua idéia principal de planejamento das questões urbanísticas e dos assentamentos humanos como forma de evitar repercussões prejudiciais ao meio ambiente e obter os máximos de benefícios sociais, econômicos e ambientais para todos. Assim, a ênfase foi dada no planejamento urbano, instrumento capaz de promover essa preservação do meio ambiente ecológico e obter bem estar e melhor qualidade de vida para os habitantes da cidade. Foi abordado o conceito de meio ambiente, focando no meio ambiente artificial, objeto do estudo. Posteriormente, foi realizada uma análise sobre o crescimento das cidades. Demonstramos também a incorporação do princípio pelos diplomas nacionais e internacionais, o planejamento urbanístico e seu tratamento no direito comparado. As leis específicas nacionais que tratam o tema também foram objeto do estudo assim como as questões polêmicas que dão origem aos principais problemas das cidades como as favelas e os loteamentos clandestinos. Por outro lado, procurou-se trazer os exemplos das cidades que de alguma forma buscam aplicar o princípio em questão, demonstrando que é possível obter resultados e tornar-se referência quando há o comprometimento e atuação conjunta do Poder Público e da sociedade na aplicação desses princípios-referência.

Palavras-chave


Declaração de Estocolmo; Planejamento urbanístico; Princípio 15.

Referências


Agenda 21. Câmara dos Deputados: Biblioteca digital. Disponível em: < http://bd.camara.gov.br/bd/handle/bdcamara/7706>. Acesso em 24 Abr 2013.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. 28 edição. São Paulo: Atlas, 2007. edy rinaldy

BRASIL. Decreto- Lei n. 1.413 de 14 de Agosto de 1975. Dispõe sobre o controle da poluição do meio ambiente provocada por atividades industriais. Diário Oficial da União, Brasília, 14 ago 1975.

BRASIL. Lei n.6.766, de 19 de Dezembro de 1979. Dispõe sobre o parcelamento do solo urbano e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 20 dez 1979.

BRASIL. Lei n. 6.938, de 31 de Agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 01 set de 1981.

BRASIL. Lei n. 10.257, de 10 de Julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 11 jul 2001.

BRASIL, Lei n. 11.977, de 07 de Julho de 2009. Dispõe sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida – PMCMV e a regularização fundiária de assentamentos localizados em áreas urbanas; altera o Decreto-Lei no 3.365, de 21 de junho de 1941, as Leis nos 4.380, de 21 de agosto de 1964, 6.015, de 31 de dezembro de 1973, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 10.257, de 10 de julho de 2001, e a Medida Provisória no 2.197-43, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 07 jul de 2009.

CANOTILHO, Joaquim José Gomes. Estado de Direito. Disponível em: < http://pt.scribd.com/doc/43038759/Canotilho-Estado-de-Direito-LIVRO> Acesso em 25 abr 2013

Carta de Atenas. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: Iphan. Disponível em: . Acesso em 24 Abr 2013.

DALLARI, Adilson Abreu. Direito Urbanístico e Ambiental. Ed. Fórum, 2011.

Declaração de Estocolmo. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: Iphan. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/portal/baixaFcdAnexo.do?id=243>. Acesso em 24 Abr 2013.

FIORILLO, Celso Antônio Pacheco. Curso de Direito Ambiental Brasileiro. 8ª edição. São Paulo: Saraiva, 2007.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. 18 edição. São Paulo: Malheiros, 2010.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Municipal Brasileiro. 14 edição. São Paulo: Malheiros, 2006.

MILARÉ, Édis. Direito do Ambiente: a Gestão Ambiental em foco. 7ª ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2011.

PINTO, Vitor Carvalho. Direito urbanístico: plano diretor e direito de propriedade. 3. ed. rev. atual. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2011.

Rede Nossa São Paulo. Metas de Sustentabilidade para os Municípios Brasileiros (Indicadores e Referências). Agosto 2012. Disponível em: Acesso em: 10/abr/2013.

Revista Saber e Conhecer. A 1 cidade do mundo. Junho 2012.

SILVA, José Afonso da. Direito Urbanístico Brasileiro. 6ª ed. São Paulo: Editora Malheiros, 2010.

SOUZA, Demétrius Coelho. O meio ambiente das cidades. São Paulo: Atlas, 2010.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

 

Thesis Juris

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0